.

.
.

MEUS SEGUIDORES

quinta-feira, 25 de outubro de 2007


Olá, Maura. Como vais?

Eis um soneto que terminei agora e te envio:


O CAOS A CADA DIA


Rendo-me ao tempo cru, brumas e visgos,

da vila,da favela, dos bolsões,

bairros da vida vil, áspera e rota,

repositório amargo de estupores!


Encosto-me à parede dos flagelos,

sinto a agressão dos tiros, dos assaltos,

das armas oficiais e dos bandidos,

alvo nu posto à mira da violência!


Assusto-me movido pelas regras

ditadas pela força dos delitos

nascidos na comuna em desespero!


A prática legal é assomo infausto,

diante das causas vivas dos conflitos,

edificando o caos a cada dia!


Desejo-te uma boa tarde!


Antonio Kleber

Teresópolis,RJ

Nenhum comentário:

POSTAGENS ANTIGAS

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK
Amor para toda vida!!!

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK