.

.
.

MEUS SEGUIDORES

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008


Queria fugir de mim; mas não posso!
Queria mil vezes dormir e não mas acordar; mas não posso!
Queria mil vezes deixar de existir; mas não posso!
Queria voar; mas não posso!
Queria fazer o tempo voar;mas não posso!
Queria explodir por dentro; mas não posso!
A única coisa que posso é ESPERAR...

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

UM ANJO EM MINHA VIDA!!!


Dr. Luiz Wenzel
Cerro Largo/RS

Se hoje estou aqui
Devo a Deus e a você...
Posso viver mil vidas
Mas jamais te esquecerei
E sempre faltarão palavras
pra te agradecer...
Seu amor pela medicina
Seu carinho e dedicação
Fizeram e fazem de você um grande homem!
Te amo
Te admiro
Te respeito
Dr. Luiz Wenzel, você é um anjo na minha vida!

Consulte não a seus medos mas a suas esperanças e sonhos.
Pense não sobre suas frustrações, mas sobre seu potencial não usado.
Preocupe-se não com o que você tentou e falhou,
mas com aquilo que ainda é possível a você fazer."

(Autor Desconhecido)

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008


Mágoa...

Hoje senti o fio da navalha atravessar meus sentimentos
Senti a dor de ser mágoada
Deus queira que eu nunca magoe ninguém
E se magoar que me faça reconhecer o erro
Para que eu posso reparar e pedir perdão!
Como é triste ser magoada!
Como é triste sentir desilusão...
Deus queria que eu não erre
E se eu errar que eu saiba estender a mão...
Sou toda sentimentos
Sou toda dedicação
Sou um ser humano movida por emoção!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008


" Quando uma brisa leve tocar seu rosto , não se assuste é apenas a minha saudade que te beija em silêncio "

(Autor desconhecido)

Nas noites tristes da madrugada
Tu vens meus sonhos aquecer...
Teu cheiro está aqui!
Teu sorriso dentro de mim...
Perder-te?
Jamais!
Seria pra mim o fim...

domingo, 17 de fevereiro de 2008


Noite...
Noite dos loucos
Loucos sonhadores
Poetas da madrugada...
Meros pensadores
De amores perdidos
Sonhados
Vividos e esquecidos!
Procuam amores
Encontram disabores
Na imensidão do seu ser...
Loucos!
Loucos!
Loucos!
Tão louco e vazios
Quanto EU...


Quantas vezes pensei em fugir
a um lugar distante...
Por vezes até fugi!
Mas...tive que voltar!
Quantas noites mal dormidas
e o fantasma do amor
vem me assombrar...
Beijos sentidos
Corpos enlaçados
Numa utopia sem fim...
Procuro na imensidão das minhas noites
Me libertar dessa agonia
que por vezes me faz feliz...
E por vezes me faz sofrer...
Meus lençois são minha companhia
Que envolvem e acariciam
Mais uma mulher
Que na noite está só...

... a noite cai
e o silêncio dos meus sonhos
Parecem não ter fim...
Busco lembranças
Sonhos e esperanças
Nunca busca constante
Entre o início e o fim...
Grito em silêncio
Apenas meus "eus" me ouvem
E sem pressa me consomem
Numa realidade fugaz...
Procuro na imensidão da madrugada
Encontrar o caminho da chegada
Mas parece que cada vez
A realidade do que eu busco
Fica mais distante
e engatinha pra mim...

As vezes me sinto tão perdida
entre a realidade e a utopia!
Vivo momentos fantasiados
e entre o sonho e a realidade
Procuro motivos pra prosseguir...
O que encontro são restos
De uma história de mim...
Não é o que eu quero
Não é o que eu busco
São sonhos mal sonhados
Que não entram em meu folhetim...
São páginas viradas
De vidas mal vividas que permanecem aqui...
Tento fugir da realidade
Mas ela tão sábio e perspicaz faz parte de mim...
E minha realidade
Se perde na verdade
Entre o sonho...
A conquista...
A fuga e a realidade
Que acabam me deixando
Numa constante estrada mal vivida
e sem fim...

sábado, 16 de fevereiro de 2008


Entre o preto e branco da vida
Encontro você em cores...
Na doce e longa madrugada
No silêncio da noite
Almas se encontram...
O que procuram
Porque sofrem?
Por quem chamam?
Entre teclas, letras, ponto e vírgulas
Vidas se cruzam...
Será solidão!
Desamor!
O que buscam?
Suspiros...
Gemidos...
Um pouco de paixão!
Mentes e sonhos se cruzam
Felizes se encontram
Será fantasia
Ou simplesmente
O modo mais simples
De sentir o amor...



Tão querido, gentil e atencioso...
Assim eu te vejo!
Todo de branco
Parece uma anjo..
Assim eu te encontro!
Sorriso maroto
Olhar de menino...
Assim eu te sinto!
Quem me dera sonhar com você...
Olho para trás e não consigo te ver!
Não faz parte dos meus sonhos!
Simplesmente faz
Faz parte dos meus dias...
Quem sabe!
Outras vidas...
Talvez?

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008


Simplesmente eu.
Com qualidades e defeitos,
como qualquer mulher que ama o que é bom e bonito,
que luta por um mundo melhor,
mais justo e menos triste.
Não suporto injustiça,
não consigo calar quando algo está errado,
odeio mentiras e falsidades.
Sou sempre eu mesma,
mas com certeza não serei a mesma para sempre.

Jacyra Engers Perim
Artísta Plástica
Cerro Largo,RS.

Simplesmente sem palavras...
Apenas o sorriso delas
já é uma Poesia...

Minhas amiga amadas:
Sônia e Giii Bortoluzzi
Santa Maria,RS

Fico Assim Sem Você

(Adriana Calcanhotto)


Avião sem asa.
Fogueira sem brasa.
Sou eu assim sem você.
Futebol sem bola.
Piu-piu sem Frajola.
Sou eu assim sem você.

Porquê é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim?
Eu te quero a todo instante.
Nem mil auto-falantes.
Vão poder falar por mim.

Amor sem beijinho.
Buchecha sem Claudinho.
Sou eu assim sem você.
Circo sem palhaço.
Namoro sem amasso.
Sou eu assim sem você.

Tô louco pra te ver chegar.
Tô louco pra te ter nas mãos.
Deitar no teu abraço.
Retomar o pedaço.
Que falta no meu coração.

Eu não existo longe de você.
E a solidão é o meu pior castigo.
Eu conto as horas pra poder te ver.
Mas o relógio tá de mal comigo.
Por quê?
Por quê?

Neném sem chupeta.
Romeu sem Julieta.
Sou eu assim sem você.
Carro sem estrada.
Queijo sem goiabada.
Sou eu assim sem você.

Por que é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim?
Eu te quero a todo instante.
Nem mil alto-falantes.
Vão poder falar por mim.

Eu não existo longe de você.
E a solidão é o meu pior castigo.
Eu conto as horas pra poder te ver.
Mas o relógio tá de mal comigo.

Eu não existo longe de você.
E a solidão é o meu pior castigo.
Eu conto as horas pra poder te ver.
Mas o relógio tá de mal comigo

Carrego sobre meus ombro
um peso medido de preocupações
de vidas...
futuro e metas...
As vezes até penso em desistir
Mas sei que alguém precisa
da minha força e da minha luta...
Seu sorriso me atraí
Mas não posso nem se quer fantasiar
Porque sei o quanto
Nada desse sonho louco me pertence...
Olhar nos teus olhos
Me faz gelar por inteira..
Queria poder voltar no tempo
E te encontrar em meu caminho
Porque somente assim quem sabe
Tu poderias ser meu...

POSTAGENS ANTIGAS

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK
Amor para toda vida!!!

MINHA MÃE

MINHA MÃE
Maria Biesek Milcharek

MEU PAI

MEU PAI
Wladislau Milcharek

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô materno: JACOB BIESEK

AVÓ MATERNA

AVÓ MATERNA
Genovefa Novakowski Biesek

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK