.

.
.

sábado, 16 de agosto de 2008

Prisão de Mim...


Hoje parece que o céu esta triste
As nuvens sem cor
E a realidade pesa sobre mim...
Queria ter asas
Para bem longe voar...
Fugir dos meus problemas
Das minhas angustias
Das noites que o sono não vem
E de tudo o que me entristece
Poder me libertar...
Queria tanto não estar mais aqui
E de minha vida fazer você esquecer
Para nunca mais me atormentar...
Como eu queria fugir desse inferno
E aqui não mais voltar...
Mas sei; Não adianta!
Por vezes me conformo porque sei
Que ainda por algum tempo
Por aqui devo ficar...

Um comentário:

Julia disse...

Bellísimo como siempre!!
Besos

POSTAGENS ANTIGAS

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK
Amor para toda vida!!!

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK