.

.
.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Texto lindo de Camila Paier


Quando você está por cima, você realmente se sente poderosa e feminina, meio como aquelas mulheres escorregadias dos filmes em preto e branco, década de cinqüenta, que amam quem não devem e fazem sofrer aqueles que insistem em tentar mergulhar em algo que os afogará.
Capaz de sair de táxis em movimento, e atravessar a rua com um sorriso na face, em fuga.
Sem se sentir vadia, ou promíscua, apenas uma Lady que se preocupa apenas em manter a vida ocupada, e a mente leve, sã.
Que vai vivendo, e vendo no que dá, enquanto nada a faça novamente suar as mãos, ou manifestar os tão antigos e apegados sentimentos de ansiedade freqüente.
Uma menina que arranca e larga flores pelo caminho, deixadas ao chão, ou em árvores aleatórias, até o encontro do girassol que a faça envolver o mundo, e desprender toda sua majestosa atenção.
E que valha a pena, na mesma medida altamente real que ela também vale."

(Camila Paier)

2 comentários:

Eduarda disse...

Maura,

Deixei-me viajar neste rio de mulher-criança.

bj

***Noe*** disse...

Olá!!! Fico feliz que tenha gostado!!
;)

Bjs =**

POSTAGENS ANTIGAS

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK

Minha Mãe: MARIA BIESEK MILCHAREK
Amor para toda vida!!!

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô materno: JACOB BIESEK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avô Paterno: JACÓ MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK

Avó paterna: FELÍCIA MILCZAREK